Interiores / 24 Abril 2013

Romance

Gerais
QuemCristina, Willy (17) e Denise (15).
OndeEm Tigre, Província de Buenos Aires.
O queUma casa reciclada. E diferente(*)

A casa
ÊxitoA casa os surpreende o tempo todo. É romântica e imperfeita. É linda arrumada e é linda bagunçada.
O que faltaConcretizar dois planos: Uma loja em frente que a faça auto sustentável. E uma piscina nos fundos.
Com suas mãosPintou o chão, lixou metros de parede com removedor, colocou estantes, tirou todas as fotos que estão nas molduras, e procurou cada pedaço de matéria que conforma sua casa: vidros, telhas, madeiras, interruptores, sanitários, azulejos.
Os objetos
SalvariaUma gravura que comprou numa feira em Montevidéu, depois de olhá-la durante 4 anos.
A vida ahi
Especialidade culináriaBolos
AromasDe sândalo. De velas de baunilha, morango e rosas. De torradas e café.
Por que
(*) Esta é a terceira casa que Cristina recicla. As compra velhinhas, quase originais, e com materiais de demolição e muito esforço as converte em lugares únicos, diferentes de todos os demais. Mas sua tarefa não é somente um trabalho: é o estilo de vida que escolheu para si e para seus filhos. E quando a casa chega a estar vivível , eles se instalam e se apoderam dela, organizando-a como se fossem ficar para sempre. E quando terminam de fazer a última conexão eléctrica e de direcionar a cadeira que faltava, começam a buscar um “namorado”, alguém que se apaixone por ela exatamente como está, com tudo o que tem dentro. Quando aparece o candidato ideal, eles pegam suas coisas e vão embora para começar tudo de novo. E neste exato momento, o nosso chão está tremendo de tanta emoção.

(E se você está se perguntando, sim ela já está procurando pretendentes. Pergunte por aqui [email protected] ou vía facebook.)

Fotos: María Tórtora y Lucía Luna Crook