Interiores / 11 abril 2013

Múltiplo

Gerais
QuemGabriela (27), designer e mercadóloga.
OndeNa Recoleta, Cidade de Buenos Aires.
O queUm cômodo alugado.
QuantoHá oito meses.

A casa
ÊxitoConseguiu armar uma sala, sala de jantar e escritório num espaço muito pequeno. As provas prévias em planos foram fundamentais.
O que faltaTem uma grande bagunça de cabos. O problema que todos temos.
Se fosse suaTiraria imediatamente uma boa quantidade de espelhos. Ajudam aos poucos metros, mas estamos de acordo que são um exagero.
Os objetos
SalvariaO tapete oval
IntolerânciaNunca aceitaria móveis de cano ou coisas cromadas.
NovidadeA planta (língua de tigre) foi a última que chegou.
A vida aí
É o melhorLimpar os espelhos. Não tem certeza se o faz bem, mas se diverte.
É o piorManter o tapete impecável (?) Está obcecada e com ele…
Especialidade culináriaMassas ou arroz dos quase prontos. Aqui a sofisticação vem de mãos dadas com os drinks.
Som atualAmy Winehouse / Willy Crook & Deborah Dixon
Limpeza geral8
Relações
PlantasTem pouquinhas e de baixa manutenção. Margem de erro: nulo.
PetsJunior (6 meses), gato.
VizinhosEstuda canto, e vocaliza todos os dias. Os vizinhos a apoiam.
Por que
– O apartamento era exatamente o que necessitava, mas vinha com móveis: nem louca abriria mão de sua vontade de decorá-lo. Embalou os móveis e todos os objetos e os levou a um quartinho emprestado. O único sobrevivente é um marinheiro temerário da cozinha.
– Ela gosta das estampas e das cores, mas devido ao tamanho e aos espelhos que triplicam a percepção, se limitou e pensou duas vezes. Admiramos esse auto-controle.

Fotos: María Tórtora y Lucía Luna Crook