Interiores / 5 julio 2012

Fantasia imobiliária

Josefina vive numa caixa de vidro, pequenina e encantadora, sobre o terraço de um edifício de 1927. Modificou o máximo que conseguiu da arquitetura, porque haviam muitas limitações. Á partir daí, ela se adaptou às circunstâncias, e então o lugar ficou perfeito.

Usou a quantidade exata de móveis, mistura de usados e outros feitos por ela pontualmente para a ocasião. Virou algumas estantes e às pendurou de maneira estranha. De nós nas cortinas longas. Combinou a geladeira com os armários e pintou de preto algumas paredes.

Todo mundo têm um item que encontrou na rua. Já ficamos sabendo de parafusos, bonequinhos, projetores… O da Jose são os naipes, ela reconheceu a situação e lhes deu um lugar.

Fotos: María Tórtora