Interiores / 3 marzo 2010

Mãos mágicas

O apartamento do Nacho tem proporções pouco comuns: da porta de entrada até a sala há um longo corredor. Com pouca imaginação, seria apenas alguns metros mortos. Mas o que não falta aqui é imaginação: conseguiu transformar em um estúdio muito pitoresco, com uma boa distribuição, toques de marrom nas colunas, móveis brancos, e painéis de quadros da mesma cor da parede. Nem se nota que é estreito!

Vamos nos concentrar nos painéis e quadros: mdf cortados com formatos e pintados, outro mdf pintado, com apoia copos em tons de laranja e marrom colados, um vidro em desuso com pedrinhas translúcidas coladas também. Tudo saiu da sua cabecinha e suas mãos executaram. Para os que dizem que não tem o que colocar nas suas paredes aqui vão cinco cartões amarelos.

Pela falta de espaço para a mesinha de luz no dormitório, ele improvisou com um mini gaveteiro que forrou com papel de presente e fotos da avó. Os artefatos de luz vieram com a casa, mas postos no teto, migraram para a parede como abajur. No resto da casa tudo foi comprado velho, e algumas coisas quebradas, mas que foram reparadas por ele mesmo.

Já é hora de dizer que Nacho é diretor de arte, o que lhe dá uma grande vantagem. Retiramos os cartões amarelos, mas…ânimo!

Fotos: María Tórtora